Edição nº 108 - Setembro de 2014 Zoom

  • Decifre

  • Carta do editor

    • Vende-se gente Vende-se gente

      'O comércio de escravos na formação do nosso mundo' é o tema de capa da Revista de História do mês de setembro

  • Em dia

    • A Itália brasileira

      Documentário exibido no Canal Brasil conta a história de Nova Veneza, cidade catarinense com o maior índice de descendentes de italianos

    • Com a palavra, a Maré

      Moradores do maior complexo de favelas do Rio de Janeiro pesquisam e contam suas histórias em livro

    • Brasil profundo Brasil profundo

      Pesquisadores do Amapá encontram poço funerário construído há quase mil anos por povos indígenas

    • Sob o céu paraibano Sob o céu paraibano

      Projeto em João Pessoa propõe valorizar referências culturais da cidade a partir do mapeamento de tradições, lugares e eventos locais

    • Uma questão de limites Uma questão de limites

      Refeito recentemente, mapa das capitanias hereditárias ganha nova cara, 150 anos depois da publicação de sua versão mais conhecida

  • Dossiê Tráfico de Escravos

    • Em nome do Pai, do filho e da Real Fazenda

      Europeus buscavam na religião as justificativas para o comércio de escravos, mas a grande preocupação dos colonizadores era com o fluxo de trabalhadores

    • Outras bandeiras do lucro infame Outras bandeiras do lucro infame

      Auge do comércio de escravos foi liderado pela Grã-Bretanha, e trouxe Europa e Estados Unidos para a modernidade

    • Escravo é aquele que não sou eu

      Escravidão era prática usual na África antes de os europeus chegarem e, quando virou negócio global, continuou enriquecendo africanos

    • Cálculos de risco

      Para garantir o lucro da operação, traficantes de escravos contabilizavam custos e tentavam diminuir perdas, principalmente mortes

    • Conexão argentina Conexão argentina

      Mesmo sem presença na África, Coroa espanhola garantiu escravos para o Rio da Prata com a ajuda de Portugal e rotas brasileiras

    • O traficante “injustiçado”

      Em raro libelo de defesa, José Gonçalves da Silva se queixa de perseguição e pede reparação por perdas financeiras e bens confiscados

    • Na lei e na marra

      Após abolir o tráfico de escravos em seu Império, a Grã-Bretanha partiu para uma acirrada campanha em outras nações

    • O fim, a contragosto

      Celebrado como o último caso de tráfico negreiro, desembarque em Serinhaém está manchado pela vista grossa das autoridades locais

    • Antigo comércio

      Antes de ganhar uma dimensão mundial na Época Moderna, a escravidão já era importante para as sociedades gregas e romanas

  • Artigos

    • O sexo a quem compete?

      Nas Olimpíadas de 1968, as atletas tinham que comprovar que eram mulheres submetendo-se a testes constrangedores

    • E a selva venceu o capital

      Fordlândia, a cidade da borracha inventada por um dos maiores empresários do mundo, fracassou na imensidão amazônica

    • A Corte é dos Cucumbis A Corte é dos Cucumbis

      Às vésperas da Abolição, carnaval do Rio se torna palco para experiências de cidadania entre foliões negros

  • Entrevista

    • Elisée Soumonni

      “Gosto de dizer que era graças ao Brasil, seu tamanho e recursos naturais que o pequeno Portugal conseguia administrar seu vasto Império”

  • Leituras

    • O gênesis quiché

      Livro sagrado descreve as criações do mundo e do homem segundo cultura que antecedeu os maias

  • Perspectiva

    • Meu café por seu estilo

      Aristocratas paulistas contratavam arquitetos estrangeiros para ostentar em suas residências o art nouveau europeu com pitadas locais

    • Enquanto isso...

      Na virada para o XX, o mundo foi se enchendo de flores, curvas e assimetrias. Bem-vinda, art nouveau!

  • Educação

    • Isso daria um filme... Isso daria um filme...

      A vasta produção cinematográfica sobre a ditadura permite conhecer e debater diferentes narrativas para o período

  • Retrato

    • Salvo pelo português

      Hobby do jovem húngaro Paulo Rónai o livrou do nazismo e o trouxe ao Brasil, onde construiu um legado único

  • Por dentro do Documento

    • Abertura dos portos às avessas

      Quando o tráfi co negreiro começou a diminuir, o Reino de Onim, na África, ofereceu mundos e fundos para que continuasse o comércio de escravos com o Brasil

  • A História do Historiador

    • A rede e o sertão

      Ao trabalhar com obra de Gilberto Freyre e Euclides da Cunha, pesquisador percebe as contradições de nossa realidade social

Compartilhe