Kizomba na Uneb

Brasil, Angola, Cabo Verde e Nigéria unem-se em congresso universitário para discutir sua relação na língua e na cultura

  • Nem só de grupos de trabalho se faz um seminário. Exposições, lançamentos de livros e filmes e participações internacionais tomarão parte do II Simpósio Internacional de Baianidade e do II Congresso Internacional de Línguas e Literaturas Africanas e Afro-Brasilidades. Em sua segunda edição, os congressos acontecerão de forma integrada na Universidade do Estado da Bahia (Uneb) entre os dias 9 e 11 de outubro.

    Gildeci de Oliveira Leite, professor da Uneb e idealizador dos congressos, adianta que, no futuro, a ideia é “criar um núcleo na universidade para discutir as temáticas, um centro de estudos de Baianidades, Africanidades e Afro-brasilidades”. Até agora os eventos somam 44 grupos de pesquisa e 120 trabalhos inscritos. O poeta angolano Manuel Rui – compositor do hino nacional da Angola - fará a abertura do evento junto com o artista carioca Martinho da Vila.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Serviço

    II Simpósio Internacional de Baianidade e II Congresso Internacional de Línguas e Literaturas Africanas e Afro-Brasilidades

    Universidade do Estado da Bahia (Salvador/BA)

    De 9 a 11 de outubro

    Mais informações: apidic.uneb.br

Compartilhe

Comentários (0)