Poesia e a cidade maravilhosa

O livro Versos para um Rio Antigos permite grande variedade de abordagens sobre a transformação do Rio de Janeiro.

Cristiane Nascimento

  • Edições PinakothekeVersos para um Rio Antigo: poesia para crianças

    Henrique Rodrigues

    24 páginas, R$ 24,90

    Edições Pinakotheke

     

    Que o Rio de Janeiro tem belas paisagens e construções, isso todo mundo já sabe. Mas nem sempre é tarefa fácil ensinar a rica história da cidade às crianças. A empreitada fica agradável com o pequeno livro de Henrique Rodrigues. Através das telas de pintores famosos do século XIX, como Antoine Taunay, Debret e Eliseu Visconti, o autor viaja pela cidade mostrando aspectos de bairros que os pequenos e a maioria dos grandes podem desconhecer. Vemos o Morro do Corcovado sem o Cristo Redentor, a Lagoa Rodrigo de Freitas sem os prédios, e os casarios do centro da cidade ainda novinhos. Pelas ruas circulavam bondes puxados por animais. Belas aquarelas são acompanhadas por versinhos que instigam a leitura em voz alta, seja dos adultos ou das crianças, mesmo aquelas ainda em processo de alfabetização.

     

    Atividade Proposta:

    O livro Versos para um Rio Antigo: poesia para crianças permite uma grande variedade de abordagens sobre a transformação da cidade em que vivemos. A partir desta temática propomos a seguinte atividade:

     

    Público alvo - Alunos 8º ano

     

    Objetivo da atividade – Estimular a recolha de fotografias e memórias, e despertar o posicionamento crítico dos alunos em relação às mudanças da cidade.

     

    Material usado: Fotografias ou Imagens da internet, mural de cortiça ou cartolinas para pregar as fotografias, alfinetes, canetinhas

     

    Passo 1 - Peça aos alunos que pesquisem fotografias antigas dos pontos mais conhecidos da cidade, ou do bairro se preferir. Estimule os alunos a buscar fotografias com avós, ou vizinhos mais velhos. Se isso não for possível, oriente-os em uma pesquisa na internet.

    Caso opte pelas fotografias de família, peça aos alunos que recuperem o contexto no qual essas fotografias foram tiradas, como o ano ou porque aquela paisagem foi escolhida pelo fotógrafo, se era um local especial, se algo importante aconteceu naquele ano.

    Edições Pinakotheke

    Passo 2 – Separe um momento para que os alunos possam apresentar o material pesquisado e os relatos colhidos. Reúna as fotografias e tome nota dos relatos. A partir disso, você poderá montar um mural com as fotos e as informações colhidas, inclusive sobre as peculiaridades como encontro dos avós, ou piquenique de aniversário, a primeira vez que alguém viu o mar.... Separe pequenos trechos desses relatos e destaque-os como se fosse legendas das fotografias.

    Passo 2, Plano B – Caso os seus alunos não tragam as fotografias de família, não se desmotive em realizar a atividade. Estimule-os a buscar na internet, livros e revistas fotos antigas da cidade. Diga-os que quanto mais antiga, melhor. A partir destas imagens pesquisadas monte um mural ou cartazes e coloque em um ponto visível da sala de aula.

    Edições Pinakotheke

    Passo 3 – A segunda etapa da atividade consiste talvez em uma etapa mais complicada, mas possível de realizar se houver o apoio dos pais. Os alunos deverão trazer fotos recentes sobre os mesmos lugares das fotografias antigas. Caso eles não tenham e não seja possível fotografar, pode se usar fotografias encontradas na internet. È muito importante que as fotos da internet tenham a indicação de autoria e data.

    Passo 4 – Coloque as fotografias recentes próximas às antigas no mural. A partir disto estimule um momento de debate e reflexão. Pergunte aos alunos quais foram as principais mudanças na paisagem e o porquê, na opinião deles, essas mudanças aconteceram e se elas foram positivas ou negativas. Todas as respostas devem ser justificadas.

    Durante a atividade, intercale as opiniões dos alunos com explicações suas a respeito das principais mudanças estruturais na cidade ou no bairro. Suscite a reflexão crítica sobre o porquê dessas alterações, e  quais interessem atendiam à época. Aproveite para debater sobre os principais problemas da cidade/bairro.

     

    Cristiane Nascimento é pesquisadora da Revista de História da Biblioteca Nacional. 

     

    Saiba Mais

    Outras propostas didáticas

     

    Imagens do Rio de Janeiro

    Acervo do Instituto Moreira Salles

    Biblioteca Nacional, Acervo Digital

     

    Sobre o Rio de Janeiro

    Especial Rio 450 - Primeira Guerra do Rio [RHBN 114]

    Especial Rio 450 - E o Rio se fez cortês [RHBN 114]

    Especial Rio 450 - Rio, marca registrada [RHBN 114]

Compartilhe

Comentários (0)