Quem paga a conta?

Em parceria com a ABI, Revista de História promove debate sobre os custos sociais dos grandes eventos realizados no Brasil republicano. O encontro ocorre nesta quinta, às 16h, no Rio de Janeiro

  • Jornada Mundial da Juventude, Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas 2016 são apenas os mais recentes exemplos da polêmica relação do Brasil com grandes eventos. A experiência, no entanto, se repete desde o início da República: construção de ídolos nacionais, altos gastos, envolvimento público especialmente com o futebol, e poucos beneficiados. Para debater o assunto, a Revista de História da Biblioteca Nacional, em parceria com a Associação Brasileira de Imprensa, promove encontro no dia 26, quinta-feira, às 16h, na ABI.

    Participam a antropóloga Ana Paula da Silva, autora de Pelé e o complexo de vira-latas: discurso sobre raça e modernidade no Brasile o historiador Felipe Morelli Machado, autor de Bola na rede e o povo nas ruas! O Brasil na Copa de 1938. O evento conta com apoio da Editora da UFF.   

    O objetivo é discutir o significado e os custos sociais desses megaeventos para a população brasileira.

    Quem não puder ir até a ABI terá a possibilidade de acompanhar o debate ao vivo pelo Twitter da revista. Após o evento serão distribuídos aos alunos certificados de participação que valem como horas de atividades complementares em suas universidades. Além disso, será sorteada uma assinatura anual da Revista.

     

    Serviço:

    Data: 26 de junho, às 16h

    Local: ABI - Associação Brasileira de Imprensa

    Endereço: Rua Araújo Porto Alegre, 71, 9º andar - Centro

    Entrada Franca                                                                                

                                    

    Saiba mais:

    Quem paga a conta?

    O preço da festa

    No tempo do futebol-arte

     

     

     

     

     

     

Compartilhe

Comentários (0)