Índios e o meio ambiente

Universidade Católica de Goiás promove semana para discutir direitos indígenas

Suzana Barbosa

  • Índios de diversas tribos, pesquisadores, professores e estudantes se reunirão de 15 a 19 de abril, em Goiânia, para discutir a luta dos povos indígenas para preservar e garantir seus direitos e outras questões que se refletem na sua cultura e relação com o meio ambiente.

    Organizada pela Universidade Católica de Goiás em parceria com a Fundação Nacional do Índio (Funai), o Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), a Semana do Índio pretende conscientizar a sociedade da importância do meio ambiente para a sobrevivência dos povos indígenas e as variadas formas de violência sofridas por essas comunidades.

    O evento, aberto ao público e gratuito, permitirá aos participantes debater com líderes de tribos como kraho, apinajé, karajá, xerente, xavante e tapuio, além de antropólogos, sociólogos, indigenistas e outros profissionais e estudiosos da questão. Além de palestras, haverá exposições, mostras de vídeos, lançamento de livros e até um encontro entre índios Kraho e alunos da rede pública para a prática de esportes tradicionais indígenas – tais como corrida de tora e de troca de bastão – e brancos – como queimada e elástico.

    De acordo com Verônica Aldé, professora e pesquisadora do Instituto de Trópico Subúmido – Memorial do Cerrado (ITS) e integrante da coordenação geral do evento, a expectativa é dar continuidade e fortalecer o compromisso da universidade com os povos indígenas e demais comunidades habitantes do cerrado, além de estreitar o vínculo de alunos, professores e pesquisadores com etnias do centro-oeste brasileiro. “Espero ouvir, aprender, debater e divulgar questões contemporâneas vividas pelos povos indígenas do Planalto Central e suas estreitas relações com as questões ambientais do cerrado”, diz a docente.

    A exposição temporária “Direito dos Povos Indígenas e Meio Ambiente” será inaugurada na primeira noite no Centro Cultural Jesco Puttkamer (Avenida T-3, n. 1732 – St. Bueno) e ficará aberta à visitação até o dia 31 de maio.

    Durante o evento, será elaborada uma carta-manifesto sobre problemas vividos hoje pelas comunidades participantes, como obras de hidrelétricas, estradas e barragens que atingem reservas. “No encerramento, dia 19, faremos no Memorial do Cerrado uma vivência na Aldeia Timbira, com uma réplica em tamanho original com 8 ocas, de um grupo indígena Kraho com a sociedade em geral. O grupo Kraho, habitante do Tocantins, irá apresentar músicas tradicionais, mostrar como é preparado o Paparuto, comida típica à base de mandioca e carne assados em folha de bananeira, e mostrar um pouco como é feita a pintura corporal utilizando-se urucum e jenipapo”, conta Verônica.

    Segundo a organização, a programação da Semana foi montada com o objetivo de conscientizar a sociedade da importância do meio para a sobrevivência dos povos indígenas e da necessidade de se buscar soluções conjuntas para frear o processo de degradação da natureza.

    “Os índios são nossa ancestralidade no presente e nossos parceiros no futuro. É nessa perspectiva que se pretende vivenciar um encontro interétnico onde o futuro de nossas águas, matas, bichos e de nossa identidade será debatido”, conclui Verônica.

    Confira a programação da Semana:


    ABERTURA DA SEMANA

    DATA: 15/04/2008

    LOCAL: Centro Cultural Jesco Puttkamer – Av. T-3, n. 1.732 – St. Bueno

    HORÁRIO: 19h30min às 22h

    ATIVIDADES:

    Exposição Temporária: ”Direitos dos Povos Indígenas e Meio Ambiente"
    Homenagem: Profª. Maria Cira J. M. de Sousa
    Termos de Doação de Acervo Audiovisual
    Doadores: Rosimar Joaquim da Silva e Maria Aparecida Alves da Silva

                         Marlene Castro Ossami de Moura

    Palestrante: Professor Esp. Mário Arruda – UCG
    Tema: Índio e Meio Ambiente
    Lançamento dos Livros: 

    “De Longe toda Serra é Azul” (Fernando Schiavinni – FUNAI)

     “Os Tapuios do Carretão: Etnogênese de um grupo indígena do Estado de Goiás” (Dra. Marlene de Castro Ossami de Moura – UCG)


    EXPOSIÇÕES E MOSTRA DE VÍDEOS

    DATA: 16 a 18 de Abril

    LOCAL: Área II – Hall do Básico – Praça Universitária

    HORÁRIO: 8h30min às 22h

    ATIVIDADES:

    8h30min –  Abertura da Exposição: Desenhos e Pinturas do Artista Plástico Edmar de Oliveira / Música: Sons do Cerrado
    Exposição de Artesanato Indígena
    Projeção de Vídeos
     

    PALESTRAS:

    Painel 1

    TEMA: “História das Relações: Índio e o Meio Ambiente – Tradição e Ruptura”

    PALETRANTES: Dr. Altair Sales Barbosa / UCG

                            Indigenista - Walter Sanches / FUNAI

                            Pajé Serité Xavante (MT)

                            Edson Beiriz – Administrador Regional / FUNAI

                            Dr.Carlos Vinicius Alves Ribeiro – Promotor de Justiça

    DATA: 16 de Abril 2008

    LOCAL: Auditório do Básico – Praça Universitária

    HORÁRIO: 9h às 12h

         

    Painel 2

    TEMA: “Direitos Indígenas: Desafios e Perspectivas”.

    PALETRANTES: Lideranças Indígenas – Antônio Veríssimo Apinajé,

                           Argemiro Tapauá Krahô – Kanela e Sebastiana Tapuia

                           Dom Tomás Balduíno – Presidente da CPT

                           Rosana Lacerda – Advogada do CIMI

                           Moderadores: Laudovina Pereira – CIMI / TO

                           Marlene Castro Ossami de Moura – UCG

                           Geremias Xavante / FUNAI

    DATA: 16 de Abril 2008

    LOCAL: Auditório do Básico – Praça Universitária

    HORÁRIO: 19h às 22h
     


    Painel 3

    TEMA 1: Política Indigenista e Conseqüências Ambientais


    PALETRANTES: Fernando Schiavinni – FUNAI

                                  Daniel Kabixi – FUNAI

    TEMA 2: Nem ressurgidos, nem emergentes: a resistência histórica dos  Karajá de Buridina – Aruanã, GO.

    PALESTRANTE: Cristiane Assis Portela

    DATA: 17 de Abril 2008

    LOCAL: Auditório do Básico – Praça Universitária

    HORÁRIO: 19h às 22h


    ELABORAÇÃO DA CARTA-MANIFESTO


    DATA: 17 de Abril 2008

    LOCAL: Auditório do Básico – Praça Universitária

    HORÁRIO: 9h às 12h


    VISITAS AO MEMORIAL DO CERRADO – RÉPLICA DA ALDEIA TIMBIRA (ITS)


    DATA: 18 de Abril 2008

    HORÁRIO: 9h às 17h

    LOCAL: Memorial do Cerrado – ITS – Campus II da UCG – Av. Bela Vista km 2, Parque Ateneu

    ATIVIDADES: Visita de alunos da rede pública à Aldeia Timbira – atividades educativas


    DATA: 19 de Abril

    HORÁRIO: 9h às 14h

    LOCAL: Memorial do Cerrado – ITS – Campus II da UCG- Av. Bela Vista km 2, Parque Ateneu / Ingresso:1kg de alimento não perecível

    ATIVIDADES: 

    Leitura da Carta
    Exposição de Artesanato
    Apresentações Culturais Indígenas
    Socialização com a comunidade
    Projeção de Vídeos

Compartilhe

Comentários (2)